Inteligência Emocional

Inteligência Emocional

Inteligência Emocional

Total de visitas: 10.875

Lembro-me ainda daquele dia:

Inteligência Emocional

Inteligência Emocional

Acordei no meio da madrugada com a imagem do diabo dentro do meu quarto.

Esgueirei-me no escuro pela beirada da cama até a porta e corri para o quarto de meus pais quando alcancei o corredor.

Cutuquei e acordei meu pai.

Ele disse-me: Que foi querida?

E eu: Tem um diabo lá no meu quarto.

Ele levantou-se demonstrando interesse sobre o que eu dizia e me deu a mão, segurando-a firme.

 

E disse-me: – Vamos lá ver isto!

Chegamos ao quarto e apontei os chifres do diabo acima do antigo guarda-roupas.

Ele olhou para o que eu via e analisando por alguns segundos preparou o meu consolo:

– Sente-se aqui filha. Olhe agora! (ascendendo a luz) – está vendo?!

Minha boneca sobre o guarda-roupas, com os braços levantados, faziam com que a prospecção da luz se transformasse naquilo que eu acreditava serem os chifres do diabo.

Apagou a luz de novo e ascendeu outra vez, trazendo as duas visões alternadas. E então o medo aos poucos esvaiu-se.

E então ele me disse:

– Quando você tiver medo de alguma coisa na sua vida – ascenda a luz. Olhe de frente para o seu medo, enfrente-o corajosamente. As vezes as coisas parecem piores quando você se amedronta e não tenta descobrir o que está acontecendo. Entendeu meu bem?!

Entendi sim pai. Nunca mais chamei-o nas madrugadas e também passei a dormir melhor por não mais temer o que a noite podia me trazer.

Mais de quarenta anos depois concluo que meu pai devia ter um Q.E.(Coeficiente Emocional) altíssimo, felizmente para mim!

=======================================================================================================

Mas vamos entender um pouco sobre o que é Inteligência Emocional:

Daniel Goleman definiu inteligência emocional como:

“…capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos.” (Goleman, 1998)

Para ele, a inteligência emocional é a maior responsável pelo sucesso ou insucesso dos indivíduos. Como exemplo, recorda que a maioria das situações de trabalho é envolvida por relacionamentos entre as pessoas e, desse modo, pessoas com qualidades de relacionamento humano, como afabilidade, compreensão e gentileza têm mais chances de obter o sucesso.

Segundo ele, a inteligência emocional pode ser categorizada em cinco habilidades:

  1. Autoconhecimento Emocional – reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando ocorrem;
  2. Controle Emocional – lidar com os próprios sentimentos, adequando-os a cada situação vivida;
  3. Auto-Motivação – dirigir as emoções a serviço de um objetivo ou realização pessoal;
  4. Reconhecimento de emoções em outras pessoas – reconhecer emoções no outro e empatia de sentimentos; e
  5. Habilidade em relacionamentos inter-pessoais – interação com outros indivíduos utilizando competências sociais.

As três primeiras são habilidades intra-pessoais e as duas últimas, inter-pessoais.

Tanto quanto as primeiras são essenciais ao autoconhecimento, estas últimas são importantes em:

  1. Organização de Grupos – habilidade essencial da liderança, que envolve iniciativa e coordenação de esforços de um grupo, bem como a habilidade de obter do grupo o reconhecimento da liderança e uma cooperação espontânea.
  2. Negociação de Soluções – característica do mediador, prevenindo e resolvendo conflitos.
  3. Empatia – é a capacidade de, ao identificar e compreender os desejos e sentimentos dos indivíduos, reagir adequadamente de forma a canalizá-los ao interesse comum.
  4. Sensibilidade Social – é a capacidade de detectar e identificar sentimentos e motivos das pessoas.

========================================================================================================

Não estou afirmando que seja fácil manter equilíbrio em situações de tensão, medo, stress e outros tantos sentimentos,  e nem mesmo que em todos os momentos eu consiga confirmá-la. Mas ressalto que o equilíbrio emocional pode levá-lo à um convívio intrapessoal e interpessoal bem mais saudáveis! Pratique!!!

Fontes: Memórias Pessoais e Wikipédia.

Neila Cristina Franco

Pós-Graduada em Coaching e Liderança pela UNIFACCAMP; Graduada em Gestão Empresarial e Tecnologia da Informação; Consultora de Resultados White Belt pela Falconi; Consultora de Processos de Negócios e Tecnologia da Informação; Coach e Mentora Profissional (foco corporativo e carreira); Analista Comportamental Disc Etalent; Oradora Profissional pelo Instituto Reinaldo Polito; Help Desk Manager pelo Help Desk Institute; Itil Foundation pela Alumni; Docente e Escritora.

Deixa uma mensagem

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Related Posts

Enter your keyword