O que aprendemos com Nico

O que aprendemos com Nico

O que aprendemos com Nico

Total de visitas: 159

Nico: O que aprendemos com ele.

Temos dois filhos adultos: o menino com 25 e a menina com 28.
Nasceram e cresceram saudáveis. Foram crianças dóceis e educadas.
Posso dizer que apesar da minha pouca paciência no dia a dia quando eles eram pequenos, tudo deu certo. São éticos, solidários e responsáveis. Um presente da vida e um orgulho para mim e para o pai.
Há seis anos, devido uma necessidade, assumimos a responsabilidade de cuidar de um tio do meu marido.

Nico (Antonio Franco) completa hoje 68 anos de idade, é portador de necessidades especiais, e sua idade mental equivale a uma criança de 10 anos, nossa criança, e assim será para sempre. 

Diferente das crianças que foram os meus filhos, onde a medida que tempo passava e os educávamos, e eles iam assimilando e repetindo o comportamento que desejávamos, Nico não assimilará.

Precisaremos repetir, repetir, repetir. Algumas coisas ele poderá aprender, outras não.

Escala Nico
Nós nos organizamos para que ele sempre tenha companhia.
Criamos escalas que se incorporaram naturalmente.
Nós exercitamos nossa paciência diariamente, dia após a dia. Não é uma característica nata.

A paciência é um exercício.

Alimento_Nico
Nós o alimentamos antes de sair e deixamos em banho maria a refeição(que tem que estar pronta) que ele fará sem que possamos estar ao lado dele durante os dias e horários úteis comerciais.
Nós voltamos pra casa a noite e ele nos espera pra conversar e para jantar. Sempre há um de nós para fazer-lhe companhia e cuidar dele.

Nico não toma banho sozinho. Meu marido e meu filho se revezam para cuidar disso.

Esta adaptação exigiu que todos nós, de alguma forma, abríssemos mão da nossa individualidade.
Temos por ele não apenas a responsabilidade mas o carinho de um filho(meu marido e eu) e de um irmão(para meus filhos).

Deixou de ser uma obrigação há muito tempo para nós. Tudo que pensamos o envolve. Ele faz parte de nós e estamos comprometidos com ele.

Com os irmãos(meus filhos) há ciúmes com o menino. Se há uma discussão e alguém fala um palavrão ele diz: “Vou contar pra Lila(é assim que ele me chama). Não pode falar palavrão. Vou contar pra Lila”. E conta. E fica esperando eu dar a bronca e é melhor que eu dê, hahah.

É assim que se educa: reforçando os pontos positivos ou punindo os negativos. Para ele não é diferente. 

Couro de boi_Nico
Nico é dócil na maior parte do tempo. Alegre. Gosta de música e dos seus carrinhos.
Ele tem um quarto onde guarda suas coisas, brinquedos e o rádio.
No início achávamos que deixar um CD tocando faria com que ele se distraísse e quando chegamos a noite ele disse: “Desliga, isso “injua”. Coitado. Ficou ouvindo o “Couro de Boi” o dia todo.
Daí aprendemos que precisávamos ensiná-lo a ligar, desligar, trocar os cd’s. Ele hoje ganhou autonomia para isso.
Ele é capaz de aprender algumas coisas, desde que haja paciência para ensiná-lo.

Assim eu acredito que poder fazer por si próprio é um direito de qualquer pessoa, e ensinamos tudo que possa dar à ele esse sentimento. DIGNIDADE.

Com a Smart-TV é mais complicado por causa dos menus que ele tem que acessar… mas ele já sabe que lá é possível ver o intérprete cantando e sempre que estamos em casa ele pede pra ver/ouvir na TV.
Todos nós preferimos o DVD ou o vídeo do youtube. Ele não é diferente.

Aliás ele é diferente sim, em muitas coisas e estas nos ensinam todos os dias.

Quando estou lavando, trocando a roupa de cama ou guardando aquelas que foram passadas ele diz: “Lavou/passou a roupa do Nico?! Obrigada Lila! Que Nossa Senhora Aparecida lhe proteja”. 

Nico é GRATO.

Daí lembro de minha mãe e de quando eu era pequena.
Nunca agradeci à ela por ter cuidado das minhas roupas e muito menos que Nossa Senhora a protegesse.
Meus filhos também não o fizeram pelo pai ou à mim.

Não nos atentamos à estes detalhes que acontecem silenciosamente nas lavanderias…não que não sejamos gratos….mas dizer é algo que não praticamos pra que o outro saiba. 

Quando há algum assunto que envolva o nome dele e ele não concorde com o que estamos propondo a expressão é: “Chipa!”(e balança o dedo indicador negativamente e sai andando).

Nico sabe se posicionar na vida. Nem sempre cedemos mas sabemos qual é a opinião dele sobre isto ou aquilo. Nico tem opinião.

Viagem Nico

Se viajamos e levamos muitas horas para chegar ele diz: “É…andar de carro é fácil!”.

O que significa: se tivesse que andar esse caminho todo a pé como era lá no interior pelas estradas de terra seria difícil. Nico é SIMPLES.

Quantas vezes esquecemos de agradecer o privilégio de ter um carro que nos leve para cá e para lá ao nosso querer?! Nico conclui corretamente…bem mais simples com o carro.

Se vamos sair e ele não está querendo ir ou não o convidamos ele logo adianta: “O Nico não vai. Vai cuidar da casa”.

As vezes não somos convidados para algum programa mas calamos.

Ele se adianta e informa com o que vai se ocupar enquanto nós saímos, hahah.
Na maior parte das vezes está conosco:
nas festas , na igreja,
seja onde for, sempre está incluso.
Se ele adoece com uma dor de cabeça, dor no corpo ou resfriado…aí então é um mini adulto… mas com a sinceridade que o medo da sua criança interna tem e diz: “O Nico não tá nada bem. Vai morrer. Não tem pai, não tem mãe…. O Pai morreu…Dói, dói, dói”. 

Nico tem medo da morte, como nós! Fica frágil e espera ter carinho e atenção e que uma “pílula” dê jeito na dor. Nós também, mas usamos outros discursos nesse momento. Nico é humano.

 
Se ele está entediado diz: “A vida é dura”e fica calado visitando suas memórias…diria que até um pouco deprimido, mas nunca saberemos o quanto.

Tal qual aqueles que aguentam quietos as surras da vida.

Nico é uma oportunidade e um presente que veio resgatar a mãe que eu deveria ter sido quando os meus eram crianças. Deus me privilegiou entregando uma nova vida para eu cuidar e ser melhor. Acho que vou indo bem…melhor agora!

Nico nos ensinou muitas coisas mas principalmente que fomos escolhidos para ser a família dele.
Quando lhe perguntam onde mora ele diz que é conosco. Ele pode sair pra passear e visitar, mas ele MORA, está e sempre estará: aqui.

Se é verdade que as crianças não sabem fingir e ele tenha nos escolhido temos aqui o nosso mérito! 

Ele está bem…continua bem… e nós também!

 

FELIZ ANIVERSÁRIO NICO. QUE DEUS CONTINUE A LHE ABENÇOAR.

Neila Cristina Franco

Graduada em Gestão Empresarial e Tecnologia da Informação; Coach Comportamental certificada pelo Instituto Edson De Paula na Metodologia Coaching Comportamental Evolutivo®; Consultora Disc Etalent; Oradora Profissional formada pelo Instituto Reinaldo Polito; Help Desk Manager pelo Help Desk Institute; Itil Foundation pela Venco Consultoria; Escritora, Palestrante.

Comments (2)

  1. Im obliged for the blog article.Really thank you! Will read on…

    1. Neila Cristina Franco
      Neila Cristina Franco out 2, 2017

      thanks again!

Deixa uma mensagem

Seu e-mail não será divulgado.

Related Posts

Enter your keyword