O EMPREENDEDOR INDIVIDUAL E SEU BERRANTE: LIÇÕES DE SÉRGIO REIS

O EMPREENDEDOR INDIVIDUAL E SEU BERRANTE: LIÇÕES DE SÉRGIO REIS

O EMPREENDEDOR INDIVIDUAL E SEU BERRANTE: LIÇÕES DE SÉRGIO REIS

Total de visitas: 100

O EMPREENDEDOR INDIVIDUAL E SEU BERRANTE: LIÇÕES DE SÉRGIO REIS

TV Cultura apresenta aos domingos o programa Mosaico. Hoje a homenagem foi para A Arte de Sérgio Reis.

Acho tão bonito quando homenageiam os feitos de alguém que ainda está vivo… é o reconhecimento EM TEMPO dele saber o quanto o admiramos. Ele tem hoje 78 anos e está internado com um crise glicêmica. Espero que fique bem.

Sérgio Reis foi um marco divisor de águas entre a música caipira e o que hoje chamamos de música sertaneja. Muitas pessoas respeitadas no meio musical falaram da sua arte e da pessoa que ele é durante o programa. Íntegro, amigo, generoso e respeitoso.

O aspecto que quero abordar diz respeito ao que me chamou atenção durante a reportagem. Diferente da tradição nestes tipos musicais, Sérgio não atuou em dupla. Veio sozinho.

Segundo palavras dele mesmo, “parei de compor letras de músicas para estudar a vida rural, tocar viola e berrante”. Ele aprendeu certo?! No berrante, 54 segundos de sopro, não é para qualquer um. Isto se tornou um diferencial para ele: o seu berrante.

Depois, passou a trazer uma interpretação totalmente nova aos clássicos da música caipira e ainda, mais tarde, a interpretar os novos compositores da música sertaneja. Não há ninguém que cante tão bem “Menino da Porteira”, “Menino da Gaita” ou “Panela velha”, dentre tantos outros sucessos!

Ele foi ajudado por muitos técnicos e produtores para compor essa imagem que conhecemos hoje. Mas ainda sim, enfrentou o palco sozinho, mesmo que eventualmente cante algumas canções em dupla em seus CDs e shows. Sempre um privilégio para quem o acompanha.

SÉRGIO É UM EMPREENDEDOR INDIVIDUAL.

Conseguiu reconhecer seu talento e criou um diferencial que torna incontestável a sua maestria.

Contou sim com apoio para formatar o seu produto e torná-lo rentável no mercado musical. É preciso admitir a necessidade de apoio dessas empresas para criar a identidade que desejamos.

Muitos de nós, empreendedores, sentem os desafios desse caminho solo. Muitas vezes migrados de carreiras feitas em grupos e equipes, atravessamos a ponte empreendedora, sozinhos.

Sentimos a solidão para tomar decisões; de entender se aquilo que produzimos é bom; se aquilo que fazemos efetivamente nos diferencia; se há demanda para o que acreditamos ser o melhor; mas principalmente de acreditar que somos capazes de sustentar essa jornada com automotivação e autodesenvolvimento.

Ajustar, adaptar, melhorar, implementar, corrigir. Um looping incessante na busca da qualidade. Este é o caminho de quem quer empreender.

Costumo dizer que “se fosse fácil qualquer um faria”.

EMPREENDER INDIVIDUALMENTE É PARA OS FORTES!

Para fechar minha reflexão reproduzo o breve diálogo que Juliana Lacerda Franco (minha filha) e eu tivemos enquanto ouvíamos as interpretações do Sérgio no programa:

“Neila => É…ele sempre foi sozinho enquanto todos entravam em dupla no caipira e no sertanejo. Corajoso não?!

Juliana => É… mas quem conseguiria fazer segunda voz com um cara desse?! Não dá! “

Verdade não?!

Talvez, você aí que está buscando sua identidade e o seu diferencial não saiba ainda sobre si próprio, que seu “produto e velocidade” são características muito particulares, difíceis de acompanhar.

É possível assumir parcerias algumas vezes. É bonito ver quando dois talentos individuais se juntam para entregar um projeto. Mas cada um tem sua identidade. Sua marca. Sua velocidade em função do seu querer e do tempo que ainda tem.

SEGUIR EM FRENTE, PARAR, OBSERVAR, ADAPTAR, CONTRATAR QUEM POSSA AJUDAR A FORMATAR TUDO ISSO, MAS NÃO DESISTIR. ESSE É O DESAFIO.

Um dia, mais cedo ou mais tarde, tal qual o ocorrido com o Sérgio Reis, O RECONHECIMENTO VIRÁ!

Ouça aí um pouquinho do Sérgio. https://www.youtube.com/watch?v=YDgwtCf5OP0. BRAVO!

Saúde para ele e para nós!

Neila Cristina Franco

Pós-Graduada em Coaching e Liderança pela UNIFACCAMP; Graduada em Gestão Empresarial e Tecnologia da Informação; Consultora de Resultados White Belt pela Falconi; Consultora de Processos de Negócios e Tecnologia da Informação; Coach e Mentora Profissional (foco corporativo e carreira); Analista Comportamental Disc Etalent; Oradora Profissional pelo Instituto Reinaldo Polito; Help Desk Manager pelo Help Desk Institute; Itil Foundation pela Alumni; Docente e Escritora.

Deixa uma mensagem

Seu e-mail não será divulgado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Related Posts

Enter your keyword