fbpx

Aos mestres com carinho

Aos mestres com carinho

Aos mestres com carinho

Total de visitas: 51

Aos mestres com carinho

Na fase de alfabetização aprendi a receber meus professores de pé.

No início fazia aquilo porque era “mandada a fazer”, sem entendimento do que viria a entender mais tarde.  

Vou me deter ao que chamam hoje de ensino fundamental porque acredito que é dele que tudo nasce.

Quando aprendi a ler descobri um outro mundo, cega estaria sem a professora de português, que ao meu ver foi aquela que mais contribuiu para aquela que sou hoje, por me possibilitar tantas experiências maravilhosas a partir da oportunidade de conhecer as letras. Sem o português eu não poderia aprender as outras disciplinas, portanto. Ler melhorou meu olhar e a minha capacidade de ser crítica: concordo, não concordo. Aprendi a me posicionar. Aos mestres com carinho: obrigada Ivone Bechara. 


Depois disso conheci a História do Brasil e a História Geral e entendi onde estava no meu contexto. Aprendi a respeitar as etnias, entender que se haviam índios, portugueses e espanhóis em minha descendência, que tudo era importante. E também que o passado é aquilo que fazemos hoje. Dele deriva o que virá amanhã. Responsabilidade por minhas ações de hoje e meu papel com o futuro.


Saber que você é um pó que se mexe no universo diante da grandeza que é o mundo, fez entender o valor das Ciências (Química, Física e Biologia). Entre os elementos e as energias o nascimento de micro-partículas que tornam o todo fantástico e incrivelmente desafiante. Por esta razão é preciso respeitar o estudo das ciências.

A ciência então é o próprio Deus manifestado na inteligência concedida para criar tudo o que precisamos, seja para o sustento do todo, seja para a evolução do nosso individual.

Viajar 2 horas entre São Paulo e a Praia Grande, passando pela serra do mar, quando era pequena e estava aprendendo geografia, despertou e revelou o mundo de paisagens lindas e deslumbrantes que até agora não me canso de contemplar. Como é lindo este mundo!

A matemática me ensinou a contar as horas do dia, do mês, do ano, da vida. A somar amigos. A compartilhar o que sobrava e transformar o menos em mais, além de tantas outras operações que resultam EXATAMENTE no certo. Professor Emanuel faleceu de câncer quando alcancei a 7ª série. Ele nos deixou saudades e também a certeza, já naquela época, sobre a importância de cada dia. Aos mestres com carinho: obrigada Professor Emanuael.

Havia no meu tempo, além dessas uma outra disciplina. Educação Moral e Cívica. Nela aprendi a respeitar os outros. A ser cidadã. A ser ética. A dar lugar aos idosos, crianças e deficientes, antes mesmo de terem de pintar as cadeiras nos transportes coletivos e criar filas preferenciais para atendimento. Olhar para o meu direito no limite do direito do outro. Aprendi o valor do meu voto e o quanto ele pode melhorar a vida PARA TODOS.

Estudei em colégio adventista e lá éramos apresentados a Deus na aula de religião. A professora, a mesma que dava geografia, representava num quadro de feltro os personagens das histórias da bíblia. Não faltava ninguém, nem no Eden, nem os animais na Arca de Nóe, nem os animais na manjedoura…linda a forma como ela trazia a fé. Lúdica como a generosidade de Deus me fez crer que nunca estarei sozinha. Portanto, mais uma vez aos mestres com carinho: obrigada Dona Ester. 

Meus professores, em todas as épocas da vida, incluindo agora, são heróis porque eles continuam a me inspirar.

Não somos apenas o que herdamos do nosso DNA mas a soma de todas as influências que temos na vida.

Ensinar é mais que apenas transferir conhecimento.

Um professor acima de tudo é um motivador e um entusiasta do conhecimento. Então é um provocador.

Alguém que acredita que a educação transforma o mundo, e para mim é no ensino fundamental que se desperta o gigante que há em cada um de nós.

O professor é aquele que incessantemente busca levar consciência e entendimento sobre as coisas para que possamos fazer escolhas com discernimento amplo. Como resultado disto adquirimos consciência.

Fui preparada por eles para isso. Segui e sigo a minha vida com preparo. OBRIGADA.

Por isso, sugiro que avaliemos e fiquemos de pé, com carinho e respeito, sempre que um mestre se apresentar, seja em que disciplina for, seja em que tempo for.

Fica aqui meu reconhecimento eterno.

Neila Cristina Franco

Pós-Graduada em Coaching e Liderança pela UNIFACCAMP; Graduada em Gestão Empresarial e Tecnologia da Informação; Consultora de Resultados White Belt pela Falconi; Consultora de Processos de Negócios e Tecnologia da Informação; Coach e Mentora Profissional (foco corporativo e carreira); Analista Comportamental Disc Etalent; Oradora Profissional pelo Instituto Reinaldo Polito; Help Desk Manager pelo Help Desk Institute; Itil Foundation pela Alumni; Docente e Escritora.

Related Posts

S.O.S.

S.O.S.

SOS é um conto de autoria anônima que fala sobre o valor da maturidade e…Leia Mais

Enter your keyword